“Naquele verão, eu viraria uma combatente.”

Cru, singelo e de uma delicadeza impar. É assim que o primeiro livro da autora Kimberly Bradley, A guerra que salvou a minha vida, chega para conquistar leitores que sabem que enfrentar batalhas é só uma pequena parte da nossa guerra infinita. 

O livro conta a história de Ada, uma garotinha que conhece o mundo através  da pequena janela do apartamento onde reside com sua mãe e irmão. Ada não pode sair de casa por conta de uma deficiência física. Sua vida muda quando o governo de Londres decidi evacuar as crianças da capital e manda-las para o interior do país como uma forma para que sobrevivam ao avanço da guerra.

 

Tendo como plano de fundo a 2° Guerra Mundial, o livro segue a guerra que Ada terá que enfrentar sozinha em busca por liberdade. Através de seus olhos inocentes, vamos descobrir que o mundo é muito maior do que sua janela lhe mostrou durante anos. 

A narrativa de Kimberly é tão delicada que parece que irá nos partir, de tão linda. Ada que sempre teve uma ideia errada de si e do mundo, terá que se libertar dessas amarras cruéis que lhe foram imputadas durante anos; e esse processo, essa guerra interna, é tão grande quanto a guerra que a Inglaterra enfrenta contra a Alemanha. 

O livro é delicioso. Eu particularmente fiquei tocada pela sensibilidade como a autora narra os fatos. Os personagens, a maioria, são cativantes e deixaram meu coração enternecido. O livro nos mostra que mesmo quando tudo parece perdido, quando já não se existem motivos para acreditar, coisas boas vão acontecer. Basta você está aberto a tudo isso. A guerra separou famílias, mas também deu esperança a outras. 

O Jamie se remexeu. Abriu os olhos e sorriu:  aquele sorriso tão lindo. Por toda a vida eu recordaria a doçura daquele sorriso.”

Acredito que só lendo pra entender como o livro passa uma mensagem de esperança, amizade e amor muito grande. Guerras existem todos os dias, de todas as formas, para vence-las basta uma boa dose de amor. 

E para deixar todo mundo ainda mais encantado, a continuação do livro, que já tem título “The War I Finally Won“, será lançado em Outubro nos EUA. Já pode mandar pra gente, Darkside!

 

*Livro cedido pela editora em parceria*. 

Onde Comprar: Amazon | Saraiva

 

A Guerra que Salvou a Minha Vida #1 Book Cover A Guerra que Salvou a Minha Vida #1
A Guerra que Salvou a MInha Vida
Kimberly Brubaker Bradley
Fiçção; Young Adult
Darkside Books
240

A Guerra que Salvou a Minha Vida é um daqueles romances que você lê com um nó no peito, sorrisos no rosto e – entre um parágrafo e outro – lagrimas nos olhos. Uma obra sobre as muitas batalhas que precisamos vencer para conquistar nosso lugar no mundo. Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando. Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor.

Combinando a ternura de Em Algum Lugar Nas Estrelas, outro título da coleção DarkLove, com a realidade angustiante de O Diário de Anne Frank, A Guerra que Salvou a Minha Vida apresenta uma perspectiva da Segunda Guerra Mundial vista pelos olhos de uma menina que se transforma em refugiada no seu próprio país. Mais uma oportunidade perfeita para emocionar corações de todas as idades e relembrar os valores do companheirismo e da amizade em todos os momentos da nossa vida. Vencedor do Newbery Honor Award, primeiro lugar na lista dos mais vendidos do New York Times e adotado em diversas escolas nos Estados Unidos.

“Dolorosamente adorável.” – The Wall Street Journal

Facebook Comments

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!