Cláudia Gray é uma autora já conhecida no Brasil. Autora da Trilogia Firebird, ela também se aventura a escrever histórias dentro do universo de Star Wars. Seu primeiro livro, Estrelas Perdidas, foi um enorme sucesso. Em 2017, a Editora Aleph publica um de seus livros mais esperados: Legado de Sangue, uma história do novo canône de Star Wars e que tem como protagonista a princesa Leia Organa. 

Legado de Sangue vem com uma história tensa e cheia de reviravoltas. A galáxia ainda está instável. O senado está dividido entre populistas e centristas que culpam uns aos outros pelos erros cometidos no passado. As políticas que mantem o Império Galáctico são finas teias de falsa compreensão por ambas as partes. Ao mesmo tempo, o passado vai sendo esquecido pelas pessoas e tornando histórias lendas que um dia podem ou não ter ocorrido. Abrindo fendas políticas para que planetas às margens da galáxia, possam estar envolvidos em segredos obscuros.  

“Ninguém quer ouvir  falar mais em guerra, Leia disse a si mesma. Ninguém quer temer mais caos e confusão.Não é exatamente por isso que eu luto, para que eles não precisem temer?”

É nesse ponto, que Leia vê a ascensão de um novo império se reerguer de maneira grandiosa. Segredos antigos vem à tona e alianças improváveis serão formadas. 

Legado de Sangue: capa

Legado de sangue se situa seis anos antes de Star Wars episódio VII: O despertar da força. O livro, que funciona como uma espécie de prequel, tenta nos mostrar os caminhos centrais que levaram a toda a história de O Despertar da força, como o que levou Leia a se tornar general, sua relação já conturbada com Luke e seu filho “Ben” e a ascensão da Primeira Ordem. 

Eu me divertir muito com essa leitura. Narrado em terceira pessoa, acompanhamos em maior parte o ponto de vista de Leia. O livro também apresenta novos personagens, a maioria carismáticos e podemos acompanhar seus pensamentos e ações. Com esse estilo de narrativa, Gray de maneira brilhante situa e mostra ao leitor todas as armações que são forjadas em vários grupos no livro. Tornando a narrativa, intrigante e instigante. 

Leia é uma das minhas personagens favoritas dentro do universo. E acompanhar ela, seus medos, anseios e vê-la tão humana, dá aos fãs um novo olhar à heroína. Leia tem seus medos e revoltas, e teme pelo futuro da galáxia. Ela acerta e erra e mostra como a força em si é forte. 

“Responda ao sofrimento com bondade”

Casterfo, entre tantos outros personagens maravilhosos, também se tornou um dos meus personagens favoritos. Ela tem um passado difícil, mas tenta a todo custo se manter íntegro. Ele é bem desenvolvido e um ponto forte na narrativa. 

Para os fãs que sempre esperam mais dos personagens de sempre, talvez o livro decepcione bastante. Os focos dos livros são mostrar que Star Wars é feito por vários núcleos diversos. E é essa diversidade de espécies, pessoas e pontos de vista é o que torna tudo incrível nesse universo. 

Detalhes da edição

Eu confesso que gostei bem mais desse do que de Marcas da Guerra que foi vendido como prequel do episódio sete. Não que ele não deixe de ser, a Trilogia Aftermath se passa justamente em pontos antes de Legado de Sangue, tudo sendo costurado de maneiras infinitas para o que vemos nos filmes, entretanto, Legado de Sangue aproxima mais o leitor dos filmes e alguns pontos do livro foram ideias do próprio Rian Johnson, diretor do episódio VIII. Ou seja, é bem provável que algumas coisas do livro, possam estar de fato nos filmes. Isso me deixa mais animada para dezembro! 

De qualquer forma, os livros de Star Wars dão mais forma e enriquecem o universo dos filmes. Eu super aconselho a leitura de Legado de Sangue para quem quer entender mais os caminhos tortuosos da Primeira ordem e como tudo pode vir a se desenrolar nas telas. A viagem vai ser maravilhosa e de tirar o fôlego! 

Detalhes da edição

*Livro cedido pela editora em parceria* 

Onde Comprar: Amazon | Saraiva

Legado de sangue Book Cover Legado de sangue
Star Wars
Claudia Gray
Ficção Científica
Editora Aleph
2017
360

Quando a Aliança Rebelde derrubou o Império, a princesa Leia acreditava que um longo período de paz iria começar. Mas o que se seguiram foram décadas de brigas sem fim e rixas partidárias no senado da Nova República. Leia, agora uma senadora influente, está perdendo a fé na política enquanto assiste seus colegas no senado, desesperados por mudanças, tomarem medidas que podem destruir o governo igualitário recém-criado. A última princesa de Alderaan torna-se a única esperança da democracia em seu momento mais frágil, mas o passado e o futuro com o lado sombrio da Força a perseguem. O treinamento Jedi de seu filho Ben a preocupa, especialmente depois que ele e Luke param de lhe mandar mensagens, e um dos maiores segredos da família pode vir à tona e colocar em cheque sua credibilidade. Situada pouco antes do Episódio VII: O Despertar da Força, esta obra da aclamada escritora Claudia Gray apresenta o surgimento da primeira ordem e do clima que impera na galáxia nos novos filmes, além de aprofundar os conflitos de sua protagonista, a princesa Leia.

Facebook Comments

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!