“O Movimento do trem me embalava como uma canção de ninar.”

Clare Vanderpool tem um dom. Ela consegue nos encantar através de sua escrita. Nos envolveu e emocionou em “Em algum lugar nas estrelas” e agora, em seu romance “Minha vida fora dos trilhos” ,Clare mostra que tem talento desde o início da carreira. 

Minha vida fora dos trilhos segue a história de Abilene Tucker, uma garota de 12 anos que é enviada por seu pai para a cidade de Manifest, no Kansas. Lá, Abilene descobre uma caixa de charutos cheia de mistérios e segredos que giram em torno de uma Manifest que hoje é triste e tenta esquecer seu passado.

Capa do Livro

 

O livro possui duas narrativas paralelas como em seu sucessor, “Em algum lugar nas estrelas”, mas ao contrário do outro, as duas se situam em Manifest de 1917-1918 e na decadente Manifest da época da grande depressão americana nos anos 30. Abilene em uma busca incessante pelo passado do pai, desenterra o passado da cidade e de seus habitantes, cada um guardando suas dores e mágoas do passado.

“As lembranças eram como raios de sol. Aqueciam e deixavam uma sensação agradável, mas não podiam ser retidas.” 

Eu me encantei com Minha vida fora dos trilhos desde o primeiro capítulo. Abilene é uma protagonista jovem, mas que já viveu o bastante ao lado do seu pai Gideon, por quem nutre um amor que cativa o leitor. Ela é sincera, determinada e aprende uma lição valorosa sobre amor, perda, perdão, amizade e confiança. Abilene é incrível. 

Mas não é só a protagonista que tem destaque na narrativa. Clare nos envolve com a história da cidade, que durante a época da lei seca, mostra uma Manifest diversificada. Imigrantes de todas as partes habitam a cidade em perfeita harmonia. Mostrando que a história dos EUA foi construída por imigrantes que deram duro para ter uma vida melhor. E que foram buscar na terra do Tio Sam a chance de terem seus sonhos realizados. 

No entanto, Manifest próspera, sofre uma perda incalculável que leva a cidade a se tornar uma fantasma de si mesma. A população prefere esquecer seus dias de alegria, pois o luto, a dor sobrepuja a todos, uma vez que suas esperanças foram perdidas. 

Definitivamente, é um livro que precisa ser lido. Não existem palavras que possam expressar a sensibilidade e delicadeza da narrativa. Os personagens são em sua maioria cativantes e possuem bons corações. Estão dispostos a ajudar uns aos outros mesmo com toda a escassez em que se encontram. O livro é um alento de empatia e solidariedade em tempos difíceis como os nossos. 

Uma narrativa linda que com certeza, irá encantar a todos. Simples, amoroso e totalmente cheio de amor.

*Livro cedido pela editora em parceria*

Onde Comprar: Amazon | Saraiva

Minha Vida Fora dos Trilhos Book Cover Minha Vida Fora dos Trilhos
Clare Vanderpool
Ficção Histórica
Darkside Books
2017
320

O que é preciso saber sobre este livro? Bem, só para abrir seu apetite literário, fique sabendo que Minha Vida Fora dos Trilhos foi escrito por ninguém menos que Clare Vanderpool, a mesma autora do encantador e mágico Em Algum Lugar das Estrelas. Ambos os livros compartilham a mesma essência: personagens muito jovens, longe de seus pais, escutam o convite da estrada, e partem em jornadas pessoais, repletas de riscos, desafios e — quem sabe? — ensinamentos. Embarque agora mesmo numa viagem que tanto pode levar você de volta à infância como ao tortuoso caminho do amadurecimento. Recomendamos sempre a companhia de um livro. Que tal Minha Vida Fora dos Trilhos, um romance capaz de despertar o lado mais aventureiro e nostálgico que existe em você?

Facebook Comments

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!