Stephen King é o mestre dos livros de Terror. Admirado em todo o mundo, King é o rei da versatilidade. E ao lado do inesquecível cineasta George A Romero (A noite dos mortos vivos), criaram o maravilhoso filme Creepshow – Arrepio do Medo. Um marco na cultura pop nos anos 80. E se você é fã de terror creepy com uma dose de comédia pastelão, não sabe o que tá perdendo. 

Creepshow é um filme americano de 1982 realizado por George A. Romero com roteiro de Stephen King. Logo depois, o roteiro ganha uma versão em quadrinhos por King e por Bernie Wrightson (Monstro do Pântano) e que chega ao Brasil após anos pela Darkside Books em uma edição de fã para fã. 

Capa da hq

Creepshow reúne cinco histórias que não possuem qualquer ligação entre si, e fazem uma homenagem ao estilo de HQs de terror dos anos  1950. As tramas são assustadoras, mas ao mesmo tempo, você consegue rir das situações mais abjetas e bizarras pelas quais os personagens acabam envolvidos. É o que tem de melhor no estilo trash em quadrinhos.

A hq vale por vários motivos. Pelo saudosismo desse estilo de horror que ficou esquecido. Pela arte de Bernie que consegue imprimir nos personagens o horror de maneira absoluta em suas expressões. O traço é marcante e reflete de maneira fiel o modo de fazer quadrinhos da época. A impressão que fica é que você está lendo um quadrinho nos anos 50. 

Detalhes da edição

Logicamente, o roteiro de King é um ponto alto. Mesmo sendo seu primeiro trabalho com uma mídia diferente, King consegue se sair bem. Apesar do estilo talvez mais relaxado e enxuto de seus livros, Creepshow consegue passar por vários elementos de terror e unir de uma maneira legal e criativa.  

Minha história favorita, inclusive no filme que foi protagonizada pelo próprio King é “A solitária Morte de Jordy Verrill”. Ela mistura um quê de horror cósmico com o melhor de trash.  É bizarra e pavorosa ao seu fim.

A edição feita pela Darkside Books está linda. Capa dura, veio nas proporções do quadrinhos original, então em um tamanho gigante para a maioria dos quadrinhos que estamos acostumados. É sem dúvida, um item digno de se ter na coleção de todos os fãs do trash, creepy e lógico, todo fã de King.

*Quadrinho cedido pela editora em parceria* 

Onde Comprar: Amazon | Saraiva

 

Creepshow Book Cover Creepshow
Stephen King
Terror, Sobrenatural
Darkside Books
2017
64

É o sonho de todos os fãs: Stephen King na DarkSide Books! Depois do relançamento especial de Coração Assombrado, A Biografia do mestre, precisávamos de um texto com sua assinatura inconfundível. E desenterramos uma de suas publicações mais originais. É com prazer mórbido que a DarkSide Graphic Novel anuncia o lançamento de Creepshow, a primeira hq escrita pelo autor. Tudo começou em 1982. King juntou forças com outro gênio das sombras, o diretor George A. Romero (A Noite dos Mortos-Vivos), para realizarem um filme inspirado em quadrinhos clássicos dos anos 1950, como Contos da Cripta, da EC Comics. O longa- -metragem marcou a estreia de King como roteirista — e, curiosamente, sua segunda aparição como ator. Creepshow (que no Brasil ganhou o subtítulo Show de Horrores) se tornaria um cult movie instantâneo. E no mesmo ano Stephen King quis deixar ainda mais explícita sua homenagem à fonte original. Assim, ele adaptou seu roteiro de cinema para os quadrinhos, contando com a arte do magistral Bernie Wrightson, um dos criadores e primeiro ilustrador de O Monstro do Pântano, e capa de Jack Kamen, autor da EC Comics. A história em quadrinhos era a maneira perfeita para os fãs reviverem todos os pesadelos do filme em casa. Trinta e cinco anos depois, você pode fazer o mesmo — até porque o mais provável é que sua fita vhs já esteja desmagnetizada. Creepshow reúne cinco histórias de arrepiar, duas delas adaptadas de contos que King já havia publicado: “Weeds” e “The Crate”. Usando um decrépito narrador morto-vivo, o autor de It, a Coisa e Torre Negra soube recriar o clima dos gibis malditos que o assustavam quando ainda era um adolescente rebelde no estado do Maine. Como todos os títulos da DarkSide Graphic Novel, Creepshow tem uma edição em capa dura pra você guardar para sempre, com todo orgulho. Stephen King é o rei. Já escreveu mais de cinquenta livros — quantos deles você já leu? Vendeu mais de 300 milhões de livros e coleciona mais de 50 prêmios por suas obras. Seu nome está no Guinness Book como o autor vivo com o maior número de adaptações para o cinema. E se você quer saber mais sobre ele, aproveite que a biografia Coração Assombrado acaba de ser relançada, comemorando os cinco anos da DarkSide Books e 70 anos do mestre. Saiba mais em stephenking.com. Bernie Wrightson começou a carreira como ilustrador do jornal Baltimore Sun, quando tinha apenas 18 anos. Após conhecer o ídolo Frank Frazetta numa convenção em Nova York, decidiu se dedicar aos quadrinhos. Em 1968, já tinha publicado na Marvel e na DC Comics. Com o roteirista Len Wein, criou O Monstro do Pântano, personagem ícone dos quadrinhos. Outro de seus personagens, o Destino (de 1972), seria incorporado na saga Sandman, de Neil Gaiman, como um dos Perpétuos. Bernie nos deixou recentemente, em 18 março de 2017, e o último episódio da 7a temporada de The Walking Dead foi dedicado à sua memória.

Facebook Comments

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!

About The Author

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!

Related Posts