Pra quem tem uma fixação por peixes e acredita que feras horrendas possam sair do mar e dominar o mundo, deve passar bem longe desse mangá. E mais, Bobby em O Fantástico Mundo de Bobby, cantou uma bela canção com tema de: Peixes não fedem! Em Gyo, mangá de 2001-2002, os peixes fedem, e fedem demais!

Gyo conta a história do casal Tadashi e Kaori, que estavam tirando férias na Ilha de Okinawa. Em dado momento, Kaori começa a sentir um cheiro horrendo. De algo podre. “Cheiro de morte”. As coisas pioram quando um peixe sinistramente bizarro aparece no apartamento onde ela está hospedada com Tadashi. E assim, começam os problemas.

À medida que a história vai se desenvolvendo, todos os motivos para os peixes serem bizarros vão sendo explicados, de uma forma bem peculiar.

peixe

Bom, de todos os mangás que eu li do Ito, esse é o que eu menos gostei. A história é bem desenvolvida, causa uma repulsa extrema em dadas cenas e é de uma bizarrice sem tamanho. Junji Ito tem esse poder como já perceberam. No entanto, os personagens pelo menos pra mim ficaram muito rasos, pouco desenvolvidos. (No linguajar dos 7 infernos, chatos pra caralho!!) Tadashi e Kaori são bem infantis, discutem por motivos bobos. Pensei que à medida que o caos se instalasse na vida deles, isso poderia mudar, mas ainda assim, não foi o que houve.

gyo3

Gyo como todos os mangás do Junji Ito trabalha  as obsessões. Só lembrar-se de Uzumaki. Kaori fica obcecada pelo cheiro pavoroso que a atormenta; e a forma que Ito tem de fazer com que o leitor sinta essa repulsa mesmo sem ter o apelo olfativo, é através de quadrinhos onde ele abusa de expressões faciais. Já falei em outro momento que a arte do Ito é incrível. Ela consegue transmitir um realismo absurdo que alguns momentos que beira ao bestial. É algo que torna a leitura agradável, mesmo quando o assunto é bizarro e os personagens são bem chatinhos!

É essa obsessão faz com que as histórias do Ito caminhem. Os personagens quando se encontram nessa realidade deturpada onde a humanidade corre um risco de extinção, a loucura passa a ser um foco do autor. Alguns personagens tomam atitudes tão drásticas ou mesmo tão vis que o leitor consegue ficar chocado. E volto a repetir o Ito não tem medo de escrever e desenhar, se ele tiver que fazer uma cena de suicídio ele vai fazer e você vai ter que ler aquilo e ficar calado, ou melhor, horrorizado. Ele consegue te levar até a beira de um colapso mental. Eu particularmente amo.

gyotub

Dificilmente você durante a leitura não vá ao menos sentir nojo e calafrios com o que está lendo. Como na maioria de seus mangás ou one-shots, Ito consegue embrulhar seu estômago. O que vai acontecendo ao longo do mangá beira a um surrealismo que em alguns momentos eu me peguei questionando a sanidade do autor!

Gyo123

Então, fica aqui mais uma dica de mangá desse cara incrivelmente perturbador Apesar de não ter gostado tanto, sei que muita gente vai amar e curtir! 😉

P.S. Gyo foi transformado em OVA (Original Video Animation) tem alguns pontos divergentes do mangá, mas no geral é creepy!! Recomendo

Onde Comprar: Amazon

Gyo Book Cover Gyo
Junji Ito
Mangá Seinen; Terror;Ficção Científica
Viz Media
400

Algo está podre em Okinawa...O cheiro flutuantes da morte paira sobre a ilha. O que é isso? Estranhos peixes aparecem em cena... Assim começa a espiral de horror de Tadashi e Kaori vinda do mau cheiro do mar. Esta é a obra-prima aterrorizante de mangá de terror do criador de Uzumaki, Junji Ito. Prenda a respiração até que tudo seja revelado.

Facebook Comments

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!