“O que você faria se um de seus móveis de repente deslizasse pelo piso por conta própria, bem diante dos seus olhos?”

Darkside Books é sinônimo de terror. E por consequência para todos os amantes do sobrenatural não poderia faltar em seu catálogo 1997 – Enfield, do autor Guy Lyon Playfair um verdadeiro documento sobre o que ocorreu naquele ano, com a família Hodgson.

 

Guy Playfair é um parapsicólogo e jornalista. Estudioso dos fenômenos paranormais, se viu em 1977 vinculado a um dos casos de Poltergeist mais bem documentados do mundo. A princípio, Playfair estava relutante em se envolver na investigação encabeçada por Maurice Grosse, que após uma série de coincidências envolvendo sua filha que havia falecido recentemente, se envolveu no caso.

 

De uma maneira pouco ortodoxa no que concerne tais casos, ambos os pesquisadores conduzem as atividades sobrenaturais com naturalidade, pesquisa científica e calma. Sem se aterem ao lado religioso dos eventos como uma maneira de tranquilizar a família que estava sendo assediada.

 

A pesquisa de Playfair durou dois anos, esses dos quais tanto ele quanto Grosse estiverem presentes quase que diariamente na casa. Coletando gravações, fotos, anotações, depoimentos de um dos casos mais falados por toda a Inglaterra e que mesmo após tantos anos ainda é motivo de especulação. É um livro para os amantes do conhecimento e que não possuem medo de desbravar suas anotações e pequenas divagações.

 

 

Confesso que em alguns momentos durante a leitura nos deparamos com eventos que causam ceticismo ao leitor, no entanto, alguns eventos que ocorreram em plena luz do dia, como a levitação de Janet, que era o epicentro dos eventos, tornassem os relatos mais verídicos. Como tudo o que abrange fenômenos sobrenaturais, existe a crença de cada indivíduo envolvida. Só lendo para crer.

 

“A atividade poltergeist é, em si mesma, tão improvável que a maioria das pessoas racionais simplesmente não conseguem acreditar em sua existência.”

 

O livro possui uma linguagem simples e Playfair de forma didática nos explica cada um dos testes realizados por ele e por tantos investigadores que passaram no local. Desde médiuns a mágicos, a família teve que conviver cercada de pessoas que estudavam suas vidas e as anomalias que as cercavam.

 

É um livro recomendado para aquelas que querem ver um ponto de vista de alguém que de fato, conviveu com a família, além de apresentar um leque de possibilidades  não religiosas onde existe o maniqueísmo de bem e mal. É um livro para céticos com uma veia científica que procuram uma leitura agradável e que irá trazer um contraponto interessante para se pensar.

 

*Livro cedido pela editora em parceria*

 

Onde comprar: Amazon | Submarino

 

1977 Enfield Book Cover 1977 Enfield
Guy Lyon Playfair
DarkSide
272

Real e sobrenatural Nos entalhes da madeira, é possível ver uma cruz. Duas, se percebermos que a outra está invertida. Será um sinal? O que há por trás daquela porta? Descubra em 1977 — Enfield, o mais novo livro sobre relatos sobrenaturais da DarkSide Books. Green Street, 284. Enfield, subúrbio de Londres. Há quarenta anos, este endereço desperta medo e curiosidade nos estudiosos em assuntos paranormais. Uma residência simples, de classe média baixa. Dentro dela, uma família em pânico. Os gritos acordavam a vizinhança, a polícia não sabia como investigar. Seria aquela uma verdadeira casa mal-assombrada? Seja bem-vindo para desvendar esse mistério nas páginas de 1977 – Enfield. Mas entre por sua conta e risco. Dentro deste livro, você encontra o mais completo registro do fenômeno real que inspirou os filmes Poltergeist e Invocação do Mal 2. 1977 — Enfield é o relato escrito por Guy Lyon Playfair, um dos especialistas em mediunidade que investigaram os fenômenos mundialmente conhecidos como o “poltergeist de Enfield”. Ele morou no Brasil durante anos, e é especialista na obra e na vida do médium Chico Xavier. Junto com o pesquisador do paranormal Maurice Grosse, Guy acompanhou por três anos o drama da sra. Harper e de seus filhos, documentando inúmeros acontecimentos que a ciência não consegue explicar: objetos que se moviam sozinhos, barulhos sem causa aparente, vozes atribuídas a espíritos, levitação. Seria um caso de histeria coletiva ou puro charlatanismo?, alguns podem se perguntar. Mas as fotos, os registros em áudio e vídeo e os depoimentos recolhidos por Guy Lyon e Maurice até hoje intrigam a comunidade internacional. Poucas vezes, o sobrenatural se mostrou tão real como aqui. O caso ganhou repercussão na mídia e atraiu a atenção de diversos pesquisadores, entre eles o casal Warren, como você pode conferir em Ed & Lorraine Warren: Demonologistas. 1977 — Enfield não tenta convencer o leitor de nada, muito menos convertê-lo. Trata-se de um livro documental, escrito por um jornalista. Você tem acesso aos fatos e pode tirar suas próprias conclusões, se conseguir chegar ileso até o surpreendente final. Guy Lyon Playfair nasceu na Índia e foi educado na Inglaterra, onde graduou-se em línguas modernas na Cambridge University. Morou no Brasil por vários anos, trabalhando como jornalista freelancer para a revista inglesa The Economist, o semanário americano Time e a agência de notícias Associated Press; também trabalhou por quatro anos na seção de imprensa da USAID, a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional. The Flying Cow (1975) — o primeiro de seus doze livros publicados, traduzido em seis línguas e best-seller internacional — descreve suas experiências ao investigar os aspectos psíquicos do Brasil, assim como Chico Xavier, Medium of The Century (2010). Atualmente, vive em Londres e é um importante membro do conselho da Sociedade para Pesquisas Psíquicas. “Um clássico do gênero.” — Sam Syers, Hampstead & Highgate Express — “O histórico dos acontecimentos é meticuloso e fornece ao leitor um relato excepcionalmente completo do que deve ser considerado um registro extremamente importante do aparecimento contemporâneo de atividade poltergeist.” —Richard Whittington-Egan, Contemporary Review

Facebook Comments

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!

About The Author

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!

Related Posts