A Rainha Vermelha

Adicione ao Skoob.

Hello Geeks, a resenha da vez é do livro A Rainha Vermelha da autora Victoria Aveyard. Uma série distopia que gira em torno da nossa protagonista Mare. Uma de sangue vermelho que vive em uma terra decadente, onde os de sangue vermelhos são governados pelos que possuem sangue prateado.

“Não evoluímos como eles, que têm poderes e forças além da nossa imaginação limitada. Permanecemos os mesmos, presos em nossos corpos. O mundo mudou ao nosso redor e permanecemos os mesmos.”

No livro, existem os que possuem sangue vermelho, esses são humanos normais, mas que vivem em situações precárias, e são subjugados pelos prateados e sua tirania. Os prateados são os governantes e poderosos do mundo, eles possuem poderes que se distingue dependendo de sua linhagem familiar. Esses são: Os que manipulam mentes, Os que manipulam fogo, os que manipulam metal, os que manipulam as árvores, os que podem curar, aqueles que podem ficar invisíveis e os que podem controlar a água.

Mare mora num vilarejo pobre e rouba dos outros para ajudar sua família, e assim que completar 18 anos será mandada para ajudar na guerra, que ela nem quer fazer parte. Isso acontece como todos os de sangue vermelhos que não possuem utilidade para os prateados.

“Sou uma sombra, e ninguém se lembra de sombras.”

Quando ela consegue um emprego no palácio real, vê uma oportunidade de ajudar a família e não ir para guerra. Porém no mesmo dia, um acidente grave faz com que poderes sejam despertados dentro dela, vários prateados veem seus poderes e isso cria uma série de problemas para si mesma. Com isso, a própria família real resolve abafar o caso, criando uma falsa história sobre Mare.

“Nenhum coração jamais pode ser verdadeiramente compreendido. Nem mesmo o seu próprio.”

Mare é uma personagem muito boa, forte, não é perfeita e tem poderes muito legais. Mesmo no início do livro, ela sempre tenta ajudar sua família. Mare é uma protagonista que vai se desenvolvendo ao longo do livro. Pois logo de início, ela é a jovem imprudente, que se rebela roubando dos outros para ajudar a família, complexo de Robin Hood. Ela é muito apegada aos irmãos.

“— É melhor você esconder esse seu coração, Lady Titanos. Ele não vai levá-la a nenhum dos lugares a que deseja chegar.”

Cal é outro personagem importante para a série, ele é o príncipe que governará depois de seu pai, Tiberius. Ele é mais generoso que seu pai também, mais mesmo assim á uma represália que impede que ele tome atitudes sobre isso, já que ele não é rei ainda. Mesmo assim, esperava mais atitudes dele.

“As palavras doem mais que um tapa.”

Maven é o filho mais novo do rei e sua segunda esposa Elara, mulher desagradável, ele é meio covarde e nem faz grandes aparições no início do enredo. Maven é rejeitado pelo rei, mas sua mãe faz tudo para protegê-lo.

A Rainha Vermelha

Detalhes da Edição

Quase todos os prateados são horríveis, eles tratam os vermelhos como se fossem lixo e o ódio por eles cresce no leitor. Os poderes são usados para oprimir e submeter os vermelhos para sua vontade e isso é gerador de muito ódio. Também não são nem um pouco confiáveis. Os que escapam de serem assim são aqueles que realmente veem como eles são.

“Parece que meu mundo é assim: Cansada demais para lutar.”

Existem aqueles que criam uma rebelião contra essa hierarquia, esses são a Guarda Escarlate, você conhece mais deles também ao decorrer do livro.

É uma leitura fácil para o gênero, alguns acontecimentos são impressionantes para história. A capa do livro é uma das mais bonitas que já vi.

“O tempo passa. A vida mudou, não importa o quanto eu deseje que volte ao que era.”

A série A Rainha Vermelha possuí um conto chamado Coroa Cruel e uma sequência chamada Espada de Vidro. O terceiro volume da série será lançado no mês de março, intitulado King´s Cage. A Rainha Vermelha é um livro com bastante dos elementos que nos prende a leitura e atiça pela continuação.

A Rainha Vermelha Book Cover A Rainha Vermelha
A Rainha Vermelha
Victoria Aveyard
Romance, Fantasia.
Seguinte
2015
422

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.

Facebook Comments

Heloisa Almeida

Tenho 17 anos, Alagoana de sangue quente. Passo a maior parte do meu dia lendo, sou uma leitora eclética e com gosto musical refinado ao estilo clássicos do Rock, sempre abrindo espaço para Indie, minha grande paixão. Tenho uma cachorra que dou mais prioridade do que minha própria vida pessoal, tenho melhores amigas que consider irmãs de outra mãe. Com sempre digo: "Estou seguindo o fluxo para onde a vida quiser me levar."

About The Author

Heloisa Almeida

Tenho 17 anos, Alagoana de sangue quente. Passo a maior parte do meu dia lendo, sou uma leitora eclética e com gosto musical refinado ao estilo clássicos do Rock, sempre abrindo espaço para Indie, minha grande paixão. Tenho uma cachorra que dou mais prioridade do que minha própria vida pessoal, tenho melhores amigas que consider irmãs de outra mãe. Com sempre digo: "Estou seguindo o fluxo para onde a vida quiser me levar."

Related Posts