Fonte: Tumblr.

Hello Geeks, a resenha de vez é do terceiro livro da série As crônicas Lunares, Cress escrito por Marissa Meyer. Nesse livro, vamos conhecer melhor uma integrante importante para a revolução. Cress é uma adolescente presa em um satélite em órbita perto da Terra, de onde ela pode hacker qualquer sistema, tornando-a uma prisioneira e serva de Levana, até que resolve pedir ajuda a Cinder.

“Quando ela era criança, a bruxa a trancou em uma torre que não tinha portas nem
escadas.”

Este livro é tanto uma sequência dos outros, como a oportunidade de conhecer mais uma protagonista inspirada nos contos de fadas, sendo essa Rapunzel. Cress tem longos cabelos loiros, dona de uma inteligência nata e uma personalidade que esconde uma grande lutadora. Ela é uma personagem fofa, sua forma infantil de ver o mundo é bem justificável levando em conta que ela passou anos trancada num satélite.

“Ela tentou engolir o pânico que surgia, a sensação de que sua existência era tão pequena e tão importante quanto à do menor grão de poeira que batia em suas canelas. Havia um mundo inteiro, um planeta inteiro. E ela estava presa no meio dele, longe de tudo. Não havia paredes, nem limites, nada atrás do que se esconder.”

Cress tem uma paixão secreta por Thorne, o amigo de Cinder que surge no segundo livro. Dono de um ego do tamanho do mundo e de um humor sarcástico maravilhoso. Em um momento, eles se encontra em uma situação na qual ele e Cress estão perdidos no deserto e ele está impossibilitado de um dos seus sentidos. Onde eles terão que sobreviver para conseguir contatar seus amigos.

“- Capitão? 
– O que? 
– Você acha que foi o destino que nos uniu? 
– Não. Tenho certeza de que foi a Cinder.”

Todos os personagens que conhecemos ao decorrer da saga fazem aparições importantes nesse livro. Cinder esta mais determinada do que nunca a tirar Levana do poder e livrar tanto Luna, quanto a Terra do reinado de terror dela. Agora, ela tem ajuda e isso é novo para ela, então a insegurança acaba surgindo. Kai está tentando de tudo para salvar seu povo, mesmo que isso inclua sacrificar a sua liberdade. Isso mostra o quanto os primeiros personagens estão diferentes, e seus desafios estão maiores.

“A tristeza não bastava. O sofrimento também. Mas era tudo o que tinha.”

O enredo continua alternando entre vários personagens, e agora várias histórias abordadas por nossos protagonistas são apresentadas. Scarlet e Lobo estão de volta e agora junto com a tripulação de Rampion terão que passar por vários confrontos para se manter a salvo

Scarlet sofre muito nesse livro, principalmente quando se vê sozinha em território inimigo, mas como ela é nossa personagem girl power, luta a todo o custo para manter sua sanidade. Porém senti muitos apertos no peito em algumas cenas. Lobo ficou completamente desolado, e não estou exagerando. A ausência de Scarlet mostra o lado do lobo que sofreu nas mãos dos taumaturgos da Levana e se vê separado de sua alfa.

“- Essa Scarlet… Você está apaixonado por ela, não está? 
– Ela é minha alfa.”

O livro está com mais cenas de ação, agora que a saga está no seu ponto mais crucial. Um dos meus livros preferidos da série, principalmente por todos os personagens que integram essa história estarem presentes e unidos por uma causa em comum.

“- É assim. Ter seu corpo usado contra você. Saber que seu cérebro se tornou um traidor. Nós viemos para a Terra a fim de fugir disso. Mas estamos todos perdidos de Levana conseguir o que ela quer. Eu não sei se essa moça pode impedi-la, mas parece que é a única em quem vale a pena botar fé agora.”

Conhecemos também Winter, enteada de Levana e princesa de Luna, que também possui sua história conturbada e a qual seria o título do último livro da série. Ela mostra um lado lunar que era até então desconhecido a gentileza lunar com os outros. Jacin, um guarda lunar que possui uma devoção pela princesa Winter, depois de um surgimento brusco passa a ajudar Cinder á colocar seus planos em prática.

“Nem sei de que lado você está!”
 “Estou do meu lado.”.

A história contém mais páginas que as edições anteriores justamente por estar transbordando de elementos que precisam se tornam conhecidos pelo leitor. Com tantos personagens novos e antigos trabalhando juntos, a sensação de frizon é muito frequente. Várias revelações são feitas nesse livro, algumas até eram de certo conhecimento do leitor outras são uma surpresa e tanto. Esse livro foi de segurar o coração na mão e virar a página sem conseguir parar.

 “Não estamos no meio de uma guerra, estamos no comecinho. E eu vou acabar com ela.”

Cress Book Cover Cress
As Crônicas Lunares
Marissa Meyer
Ficção Cientifíca, Romance e Distopia
Rocco
2015
496

Neste terceiro livro da série Crônicas Lunares, Cinder e o capitão Thorne estão foragidos e agora levam Scarlet e Lobo a reboque. Juntos, eles planejam derrubar a rainha Levana e seu exército. Cress talvez possa ajudá-los. A garota vive aprisionada em um satélite desde a infância, com a companhia apenas de telas, o que fez dela uma excelente hacker. Coincidência ou não, infelizmente ela também acabou de receber ordens de Levana para rastrear Cinder e seu bonito cúmplice. Quando um ousado plano de resgatar Cress dá errado, o grupo se separa. Cress enfim conquista a liberdade, mas o preço a se pagar é alto. Enquanto isso, Levana não vai deixar que nada impeça seu casamento com o imperador Kai. Cress, Scarlet e Cinder talvez não tenham a intenção de salvar o mundo, mas muito possivelmente são a última esperança do planeta.

Facebook Comments

Heloisa Almeida

Tenho 17 anos, Alagoana de sangue quente. Passo a maior parte do meu dia lendo, sou uma leitora eclética e com gosto musical refinado ao estilo clássicos do Rock, sempre abrindo espaço para Indie, minha grande paixão. Tenho uma cachorra que dou mais prioridade do que minha própria vida pessoal, tenho melhores amigas que consider irmãs de outra mãe. Com sempre digo: "Estou seguindo o fluxo para onde a vida quiser me levar."