Perdido em Marte é o romance de ficção científica de estreia do autor Andy Weir. E, confesso que para um romance de estreia, ele começou com o pé direito.

O livro vai contar a solitária estória do astronauta Mark Watney. Ele e seus companheiros estavam em uma missão em Marte, porém a missão acaba sendo abortada devido uma terrível tempestade de areia. No exato momento em que eles estão para partir, e por um azar, Mark acaba sendo atingindo por uma antena de comunicação, sendo dado como morte e deixado para trás.

O problema é Mark não morreu, por sorte ou azar ele ainda está vivo. Assim, se inicia sua incrível lutar por sobrevivência a milhares de quilômetros de casa, sozinho em um planeta inóspito onde nada cresce e com a constante e real possibilidade de não voltar para casa tão cedo, ou nunca mais.

“Estou ferrado”.

“Essa é a minha opinião abalizada.”

“Ferrado.”

O livro poderia ser uma infinidade de tragédias se não fosse pelo humor sarcástico de Watney. Apesar de todas as dificuldades pelas quais ele passa e pelo risco iminente de morte, ele com sua personalidade irônica conseguem trazer leveza ao livro e nos mostrar que mesmo nas piores situações você pode sorrir de si mesmo.

“Estou fodido e vou morrer! Tudo bem, calma. Tenho certeza de que posso dar um jeito nisso. Estou aqui no veículo Espacial 2 escrevendo esse diário de bordo para você, futuro arqueólogo de Marte. Você deve estar se perguntando por que não estou no Hab neste momento. Porque fugi aterrorizado! E não tenho certeza do que fazer em seguida.”

Apesar de ser um livro de ficção científica, Andy não escreveu nada utópico ou distante demais da nossa realidade. Não é um livro denso, com grandes propensões filosóficas. É um livro que mostra a luta de um ser humano por sua sobrevivência. A linguagem do autor é bem dinâmica, e confesso que não conseguia para de ler e torcer para que o Mark tivesse um final feliz.

O livro em si é carregado de anotações científicas, biologia, química, física e matemática. Pra mim isso não foi empecilho, as explicações apesar de não serem simples, davam um charme e certo requinte a narrativa.

Recentemente o livro ganhou sua adaptação cinematográfica. Dirigido por Ridley Scott (Alien, o8° passageiro) e estrelado por Matt Damon (Bourne), Scott conseguiu voltar ao topo do sucesso. Ele conseguiu trazer com fidelidade os acontecimentos do livro, e o charme do Matt, claro que ajudaram. Este encarnou bem as nuances irônicas e ácidas da personalidade do Watney, o que a meu ver era algo importantíssimo para a construção do enredo. Sou fangirl dos dois, então sou bem suspeita para falar.

Eu recomendo a leitura do livro. É uma narrativa simples, gostosa e em grande parte do ponto de vista do Mark. O final do filme é que traz um “algo a mais” que no livro não possui, coisas de Hollywood, e que me deixou um pouco chateada, pois do meu ponto de vista o final do livro é icônico e perfeito.

Então, fica aqui mais uma dica de filme e livro para vocês. Até a próxima. 😀

Perdido em Marte Book Cover Perdido em Marte
Andy Weir
Ficção Científica ; Drama
Arqueiro
336

Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho.

Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente. Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate.

Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico - e um senso de humor inabalável -, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência. Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá.

Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não pára de surpreender o leitor.

Facebook Comments

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!