“Soprava um vento forte na noite em que Yarvi descobriu que era rei. Ou pelo menos meio rei.”

Joe Abercrombie, autor da série “A primeira lei”, decidiu navegar por uma nova terra fantástica. Assim nasceu Meio rei (Ed. Arqueiro, 288p.), primeiro livro da trilogia “Mar Despedaçado”, destinada a jovens leitores. 

A adolescência já é uma fase muito difícil, imagine quando o peso de um reino inteiro recai sobre você. É assim que a vida de Yarvi muda de cabeça para baixo após a morte do pai e do irmão durante uma emboscada. 

Yarvi se considera um meio homem, meio filho, meio rei. Por apresentar uma deficiência congênita em uma das mãos, pouco se dá credibilidade ao garoto que por toda a vida foi motivo de piada e chacota no reino de Gettland. Tudo isso mina a autoestima de Yarvi e o faz acreditar piamente que ele não é ninguém. No entanto, isso muda após a perda de seu pai e irmão. 

Capa do livro

Yarvi é um personagem fascinante. Ele cresce ao longo da narrativa, não apenas em maturidade, mas na forma como se vê dentro do mundo. Ele, que acreditava que nunca poderia fazer nada por seu reino, se vê planejando batalhas e lutando por sua sobrevivência de maneiras inacreditáveis. As surras físicas e psicológicas suportadas por Yarvi o transformam e o aproximam do leitor, que talvez sofra dilemas parecidos. 

A guerra entre reinos é o pano de fundo da trama que, embora seja uma fantasia, não contém tantos elementos fantásticos. O inicio da narrativa é eletrizante, o meio do livro é que dá uma diminuída nesse ritmo, mas não a ponto de dormimos. Depois melhora muito até chegarmos ao desfecho da história, o que foi uma grande surpresa. 

Mapa

Um ponto positivo é a presença de personagens femininas com forte personalidade e que participam ativamente da narrativa. Essa decisão é importante, uma vez que alguns autores do gênero persistem na criação de mulheres extremamente estereotipadas, muitas vezes utilizadas apenas como “troféus de guerra”. 

Meio rei é uma boa história de fantasia para jovens leitores. Por isso mesmo, leve em consideração o público-alvo para não criar a expectativa de que o livro precisa ser barbaramente épico. Se deseja algo assim, eu recomendaria a outra trilogia do autor, também lançada pela Arqueiro. 

Outro ponto a ser dito, é que os livros da trilogia embora mudem de protagonistas, seguem o Yarvi em sua vingança e a luta de Gettland contra o Rei Supremo. No livro dois, “Meio Mundo”, nos encontraremos a protagonista Thorn, uma personagem feminina que vem conquistando os corações das leitoras que gostam de mulheres incríveis e maravilhosas. Fortes como todas nós somos.

Onde Comprar: Amazon | Saraiva | Submarino

Meio Rei Book Cover Meio Rei
Mar Despedaçado #1
Joe Abercrombie
Fantasia, Young Adult
Editora Arqueiro
2016
288

Jurei vingar a morte do meu pai. Posso até ser meio homem, mas sou capaz de fazer um juramento por inteiro.

Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem.

Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava.

Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo.

Joe Abercrombie nos apresenta um protagonista surpreendente, numa história de percalços e amadurecimento que abre a trilogia Mar Despedaçado

Facebook Comments

Keyla Kercya

Apaixonada por fantasia,terror e quadrinhos. Tem uma crush pelo Batman, Nightwing,Bluebird e Harley Quinn. Gótica assumida que ama Unicórnios!