Prince of Thorns é o primeiro livro da aclamada Trilogia dos Espinhos do autor Mark Lawrence. Confesso que por motivos de money, eu ainda não havia me dado esse luxo de adquirir essa trilogia, no entanto, comprei o volume um e só tenho um sentimento: FASCÍNIO! SOU TROUXA POR TER ESPERADO TANTO TEMPO!!!!!

““ Água! Água!”É sempre água o que os moribundos querem. Estranho. O que me dá sede é matar.”

 

Prince of thorns é um livro formidável que une todos os elementos da narrativa fantástica em um mundo pós-apocalíptico que provavelmente se passa depois da nossa Era. É como se em dado momento do nosso tempo, ocorreu uma grande catástrofe que nos fez retroceder até uma Era Medieval. Achei isso tão genial, pois mesmo sendo um livro de fantasia, essa interposição de elementos fantásticos com reais me deixou malditamente encantada. Isso não fica bem explícito na narrativa, é devido as citações a  grandes autores como Platão, Shakespeare e até mesmo Nietzsche, e a uns Construtores do mundo antigo, que vamos conhecendo e desenvolvendo nossas teorias.

Outro aspecto importante é sobre a inserção da religiosidade no livro. Aparentemente o catolicismo é predominante no Império com citações da Bíblia e mesmo de Jesus. Mesmo assim, o misticismo não fica jamais esquecido, Mark se aproveitou de tais elementos para enriquecer a história. Funcionou ótimo.

Agora falando do nosso protagonista, Honório Jorg Ancrath é o príncipe do título. Mark nos leva a jornada dura e cruel de Jorg em busca de se tornar Rei aos 15 anos. A história é narrada em primeira pessoa, portanto acompanhamos a mente ágil, perturbada, complexa e sanguinária do nosso Príncipe.

“Quando chegar aos quinze, já serei Rei.”

 Abalado pela dor da perda da mãe e do irmão que foram brutalmente assassinados na sua frente, enquanto Jorg fora jogado dentro de um arbusto de roseira brava que com seus espinhos malignos perfuraram não só sua carne, mas sua alma. Jorg decide abandonar tudo em busca de uma vingança desenfreada onde ele quer derrubar tudo e todos. Aliado a ele estão um bando de assassinos e ladrões cruéis que respeitam o “menino” até certo ponto.

A minha relação com o Jorg é de amor e ódio. Ele é um protagonista anti-herói que muitas vezes age como um vilão sádico. Seus fins justificam seus meios. Ele, apesar da pouca idade é muito autentico e perspicaz. Confesso que me divertia muito com aquele mau humor e acidez de personalidade. No entanto, apesar de tudo isso, nos momentos em que ele reflete sobre si mesmo e sua jornada, você consegue simpatizar com o príncipe. Sentir suas dores, seus medos e anseios, e adentrar nos recônditos escuros da sua mente.

“O ódio vai mantê-lo vivo onde o amor falhou.”

 

Pra mim, o Lawrence já entrou na lista de autores de fantasia “dark” que amo. A construção da narrativa, o olhar dos outros personagens pela perspectiva do Jorg, os capítulos em que ele volta e conta como toda a jornada do Príncipe começou além dos elementos reais me fizeram amar cada vez mais esse livro.

Por fim, só quero acrescentar que Prince of Thorns é um livro cruel, brutal e sanguinário. Na verdade, tudo isso escrito de forma deliciosa e glamourosa, com plot twists tão incríveis que deixam qualquer leitor de queixo caído. A edição não irei nem comentar, é da Darkside Books, então capa dura: SEMPRE! Comprem, não esperem como eu, vamos todos nos apaixonar e odiar o Príncipe! <3

Onde Comprar: Submarino | Amazon

Prince of Thorns Book Cover Prince of Thorns
Trilogia dos Espinhos #1
Mark Lawrence
Fantasia
Darkside Books
2013
360

Ainda criança, o príncipe Honório Jorg Ancrath testemunhou o brutal assassinato da Rainha mãe e de o seu irmão caçula, William. Jorg não conseguiu defender sua família, nem tampouco fugir do horror. Jogado à sorte num arbusto de roseira-brava, ele permaneceu imobilizado pelos espinhos que rasgavam profundamente sua pele, e sua alma. O príncipe dos espinhos se vê, então, obrigado a amadurecer para saciar o seu desejo de vingança e poder. Vagando pelas estradas do Império Destruído, Jorg Ancrath lidera uma irmandade de assassinos, e sua única intenção é vencer o jogo. O jogo que os espinhos lhe ensinaram.

Facebook Comments

Keyla Kercya

Feminista, apaixonada por terror, quadrinhos e pelo Steve Carell. Flerto com as trevas e amo unicórnios. Vivo em Mordor.