endgameII_banner

Salve Galerinha SkullGeek linda! Como prometido hoje trago a resenha do livro 2 da série EndGame do Nils Johnson-Shelton James Frey . No primeiro Livro EndGame – O Chamado ( Leia aqui ) fomos apresentados aos jogadores que iriam defender sua linhagens e assim manter a sobrevivência da mesma, já neste segundo livro temos uma descrição detalhada sobre o endgame e  de seus criadores.

O jogo se torna mais intenso, pois à partir do encontro da primeira chave um evento foi encadeado e ele tem 90 dias contados para acontecer. Agora os jogadores ainda mais sanguinários (claro que nem todos rs) estão a todo o vapor para encontrar a segunda chave e assim vencer esta etapa e seguir em frente no jogo.

Percebei um amadurecimento maior nos personagens além de estarem mais decididos a realizar o que for necessário neste momento do jogo. Assim como no primeiro, vamos nos deparar com algumas mortes (bem sanguinárias kk) ações de total falta de sanidade de alguns jogadores que irão deixar você de boca aberta não acreditando que acabou de ler aquilo.

Não posso deixar de falar sobre os personagens secundários deste livro, que possuem um papel fundamental, independente de lado esteja, eles em algum momento acaba ajudando o desenrolar da historia e assim fazendo a diferença para o jogo. Esta etapa está rechiado de mistérios, descobertas, mortes, tiros, sangue, além da luta pela própria sobrevivência e consequentemente da sua linhagem. Também nos deparamos com mais alianças sendo feitas seja entre elegidos ou não, que para o sucesso ou proteção é muito valido.

Ao longo da historia me deparei com algumas atitudes que me fizeram repensar sobre as ações do ser humano – que às vezes a ficção imita a vida! Me questionei até que ponto alguns jogadores são capazes de ir para vencer – Porque uma coisa é lutar pela própria vida e ter em mente que talvez matar será preciso, mas ver pessoas que tem como prazer em matar o adversário e de se pensar, onde estão os valores dessa cultura/linhagem na qual ele defende? O que foi ensinado a ele? Porque Manter essa linhagem viva? AO ME FAZER ESTÁ ÚLTIMA PERGUNTA, SERÁ QUE NÃO ME TORNA IGUAL A ESTE JOGADOR?

Mas vamos voltar para o jogo com um número reduzido de jogadores (não vou dizer nomes, para o caso de você desconfiar de quem vive ou já morreu até este momento) alguns travam batalhas pessoais, por ter cometido algo que a cada noite vem atormentar sua mente – deixando esse jogador um pouco vulnerável a ponto de se perguntar se este jogador conseguirá resistir o sentimento de culpa e chegar ao fim? Ainda bem que um jogador próximo, não está deixando isso acontecer, ajudando, mas até quando?

“… Somos um só. Um povo que pode e ficará unido para superar os desafios de um futuro incerto e inesperado. Somos um só. E vamos precisar contar com nossa boa vontade, nossa caridade, nosso amor, além de nossa humanidade, se quisermos ter uma chance de sobreviver a essa possível calamidade com algum grau de sucesso. Somos um só, meus amigos. Que Deus abençoe cada um de vocês. E que Deus abençoe o planeta Terra. …”

Há jogadores que estão jogando pela morte! Isso mesmo, ele deseja matar todos e se matar e assim acabar com toda a raça humana e com o Endgame! Porém também encontramos jogadores que descobrem uma forma de acabar com o endgame e com o evento que foi desencadeado, após o encontro da 1º chave. Este evento será catastrófico, não só para a raça humana, mas para todo o planeta, pois os CRIADORES KLEPER ( uma especiei de alienígena, que se considera um Deus) até o momento parece querer dizimar tudo e todos.

Ai faço outra reflexão mas, com a religião, pois as linhagens passaram anos idolatrando os criadores como detentores de toda a sabedoria e responsáveis por toda a criação, e se você não possui uma sabedoria acaba sendo levando pelos “mais fortes e sábios” seguindo seus saberes e cumprindo ordens a cegas por confiar cegamente em seu Deus. Mas o legal como na vida real a um grupo vai de frente contra tudo isso. Onde nos deparamos com jogadores que estão dispostos a acabar com tudo.

O grande problema e saber se estão maduros e decididos a acabar com tudo com um único sacrifício – e quando descobrem o que será sacrificado, certos jogadores ficam aflitos, pois se questionam se serão capazes de fazer o que é preciso. Confesso que fiquei feliz por saber que “meus jogadores” teve este conflito interior, até porque não é algo fácil de se fazer, não para aqueles que possuem valores humanos, mas agora e saber o que irá acontecer! se os jogadores que querem acabar com o jogo e evitar a catástrofe serão capazes de realizar o sacrifício? Ou se os que querem jogar e sair vencedor irão conseguir chegar até o fim do EndGame?

Os autores manteve o mesmo ar de mistérios, as charadas e os enigmas que encontramos no 1º livro, neste também podemos pesquisar algumas coisas, porém o que não me agrada e que a pesquisa é toda em inglês rs (sou péssimo) gostei muito do aprofundamento que deram nas linhagens e nos criadores e nos novos personagens. Mesmo gostando da história não posso deixar de falar de um único lado negativo, na minha opinião é o fato de ter encontrado erros ortográficos, acredito serem erros de tradução que prejudica a concordância da frase, e achei estranho a diagramação do texto que não é justificado, se é proposital ou não? não sei kk, tirando isso você irá se envolver com os mistérios, se apaixonar pelos personagens, se questionar a todo o momento talvez até deseje a morte de alguns e torça para outros, mas um conselho impossível kk não se apegue, irá desconfiar de jogadores que passou a confiar e de repente ficará com o pé atras rs – Isso que me fez amar a historia, e por isso indico a leitura. Então fico por aqui, espero que estejam gostando de nossas resenhas, beijos até a próxima.

ONDE COMPRAR:  Submarino, Saraiva

EndGame - A Chave do Céu Book Cover EndGame - A Chave do Céu
EndGame
Nils Johnson-Shelton James Frey
Ficção - Distopia
Editora Intrínseca
2015
512

Em Endgame: A Chave do Céu, o Jogo que definirá o futuro do planeta ganha um novo e eletrizante capítulo. No primeiro volume da série, O Chamado, conhecemos os doze Jogadores: seus medos, ensinamentos e o desejo implacável pela vitória.
Na busca pela primeira chave, alianças foram sacramentadas, segredos foram revelados e a morte inevitável chegou para alguns. Mas o Jogo continua, e agora os nove Jogadores remanescentes precisarão ser mais ágeis, inteligentes e cruéis, se quiserem salvar suas linhagens e a si mesmos. A Chave do Céu — onde quer que esteja, o que quer que seja — é a próxima meta. E nada será capaz de deter os Jogadores

Facebook Comments

Fabiana Souza

Fabiana Souza (Fabi) 33 anos é Paulista, professora de Educação Física e Personal Trainer. E assim como a profissão é apaixonada por ler, ouvir música e assistir filmes! A música faz parte do seu dia a dia tanto que dorme e acorda ouvindo música, sempre estará com os fones no ouvido, principalmente enquanto estiver lendo. Como todo leitor tem um gênero favorito e o seu é distopias, mas não recusa uma boa história independente do seu gênero, outra paixão e por tatuagens; principalmente se forem literárias ou que tenham algum significado importante pra si!

About The Author

Fabiana Souza

Fabiana Souza (Fabi) 33 anos é Paulista, professora de Educação Física e Personal Trainer. E assim como a profissão é apaixonada por ler, ouvir música e assistir filmes! A música faz parte do seu dia a dia tanto que dorme e acorda ouvindo música, sempre estará com os fones no ouvido, principalmente enquanto estiver lendo. Como todo leitor tem um gênero favorito e o seu é distopias, mas não recusa uma boa história independente do seu gênero, outra paixão e por tatuagens; principalmente se forem literárias ou que tenham algum significado importante pra si!

Related Posts