Hello Geeks, a resenha da vez é do livro mais esperando por essa colaboradora. Winter – As Crônicas Lunares da autora Marissa Meyer. Um desfecho para essa jornada de nossas heroínas: Cinder, Scarlet, Cress e agora Winter, segurem seus forninhos e let´s go!

Winter é uma personagem que foi citada logo no primeiro livro, conhecemos no terceiro livro e agora terá sua história revelada finalmente. Ela é uma protagonista inimaginável, sua vida é feita de sacrifícios que a perseguem durante toda a sua vida. Winter é considerada louca por ter visões que a deixam em completo pânico. Mesmo vivendo com episódios de esquizofrenia, isso acontece pela falta de uso do seu dom lunar, ela vive da sua própria maneira, gentil, bondosa, a mais bonita de todo o reino. Nossa branca de neve tem uma esperteza maravilhosa e uma história emocionante.

“Cicatrizes. Ela estava ficando com tantas. Perguntou-se se havia algo de errado em sentir orgulho delas.”

Vemos também nossos queridos personagens Cinder e Kaito estão juntos de novo, mas seus problemas estão apenas começando, Levanna está mais vingativa do que nunca e está pondo seus planos em prática. Scarlet continua presa no zoológico pessoal da rainha e de uma maneira bem inesperada se torna amiga de Winter. Cress, Thorne, Lobo e Iko se juntaram ao início real do que vai ser uma missão para resgatar Scarlet e quem sabe derrotar Levana.

“- Minha madrasta não é poderosa só porque as pessoas têm medo dela. Ela é poderosa porque pode fazer com que as pessoas a amem quando precisa. Nós achamos que, se escolhemos fazer só o bem, somos apenas bons. Podemos fazer as pessoas felizes. Podemos oferecer tranquilidade ou alegria ou amor, e achamos que isso deve ser bom. “Nós não vemos a falsidade se tornando um tipo particular de crueldade.”

Jacin é o guarda real e melhor amigo de Winter, sua devoção completa pela princesa o faz temer pela vida da mesma. Isso o impedi de revelar seus sentimentos guardados desde que eram crianças. Depois de retornar a Luna e conseguir ganhar seu lugar como guarda pessoal de Winter, Jacin vai enfrentar muitos outros problemas. Conhecemos Jacin logo no primeiro livro, mas agora sua real história vai ser mostrada e vamos nos apaixonar mais ainda por ele e todos os outros personagens.

“Jacin deu um passo para trás e apertou a ponte do nariz. Ele falou um palavrão. 
– Princesa, você tem que parar de colecionar esses rebeldes.”

Cinder está muito mais determinada a conseguir salvar Luna. Seu passado difícil mostra o quanto ela quer justiça e liberdade para todos os habitantes de Luna. Mesmo não sendo uma líder nata, ela é uma incrível guerreira que luta por aquilo que é certo sem perder seu jeito simples de ser. Cinder continua sendo nossa Ciborgue preferida e amada que sempre foi. Agora sua força será conhecida, mostrando a girl power que ela sempre foi.

Kaito é outro personagem que está muito mais maduro do que nos primeiros livros. Ele foi uma surpresa e tanto nesse enredo, seu papel na revolução se torna fundamental. Kai é muito diplomata, se percebe logo no primeiro livro, e agora nos vemos o quanto esse homem pode agir usando as palavras a seu favor.

Iko é a androide acompanhante mais fofa de todas, agora ela está num corpo humanoide. Sendo uma personagem essencial na história. Com seu humor consegue tirar até das cenas mais sombrias uma cor. Sua relação com Cinder é muito bonita de se ler.

Thorne está muito diferente desde sua primeira aparição, agora ele está mais altruísta e centrado. Suas atitudes mostram o quanto ele mudou desde que se juntou a causa de Cinder e seus sentimentos por Cress, fizeram com que ele sentisse o impacto. Além de ele ser um dos personagens mais cômicos, suas cenas sempre contam com seu humor sarcástico e seu charme.

“Thorne fez uma expressão de deboche. 
– Cuidado é meu sobrenome. Vem logo depois de Charmoso e Ousado.”

Cress está muito incrível, suas habilidades de hackear só provam o quando protagonista badass ela é. Sem contar que ela é muito forte, sempre se mostrando a heroína que tem dentro dela. Uma personagem muito inspiradora que foi privada durante toda a sua vida e está mostrando o quão incrível ela é. Sem contar que as cenas dela com Thorne são muito amor, amo eles.

“Ela tinha que ser heroica.”

Scarlet sempre foi durona e decidida, tudo isso está sendo levado ao limite. Ela nos proporciona tantas cenas emocionantes que só posso sentir orgulho dessa personagem. Ela é forte, determinada, implacável, sarcástica e não deixando que nenhum lunar tente ameaça, sempre batendo de frente. Sua relação com o Lobo mesmo que estejam distantes é muito linda, seu amor é mais real. Sofremos muito por esse casal enquanto eles sofrem longe um do outro.

Lobo está lutando para contra sua natureza animal e sofrendo com a distância de Scarlet. Ele é um dos personagens que mais emocionam com sua história e todas as batalhas que ele teve que enfrentar para ser um alfa digno de Scarlet. Seu amor por ela é encantador de ler, a sua necessidade de protegê-la.

“- Scarlet. Estou tão cansado do gosto de sangue.”

A amizade inesperada de Scarlet com Winter é mais um ponto alto nessa história. Temos uma relação de amizade muito forte no livro, temos vários bromances que são incríveis e tão emocionantes quanto os casais. Cinder e Thorne que são muito engraçado juntos, Cress e o Lobo que foi uma surpresa e tanto. Quando Cress passa a cuidar do Lobo de forma sutil, como alimentando ele ou conversando com ele sobre Scarlet, fazendo com que ele fique mais confiante na sua busca por Scarlet.

Todos os personagens estão nesse livro e muitos outros que vão se unir a revolução, esse com certeza foi o melhor livro da série e o maior também. Essa parte da história vai garantir que fiquemos com o coração na mão em muitas cenas.

Os personagens estão incríveis. Eu me apaixonei pela Winter, ela segue suas convicções mesmo que isso a ponha em risco, sempre sendo gentil e bondosa. Despertando o ódio da Rainha Levana que adora humilhá-la diante da corte.

Agora conhecemos Luna e é um lugar com sua própria beleza que está sofrendo com toda tirania de Levana. Onde os nobres submetem os mais pobres as piores condições de trabalho e uma miséria extrema. Os nobres de Luna são detestáveis, egoístas e manipuladores, suas vidas giram em torno de aparecia, status e humilhar os lunares que trabalham nos palácios.

Marissa escreve cada situação difícil de uma maneira tão emocionante e gentil que você pode ver o quanto os personagens estão sentindo e acaba sentindo com eles. As crises de pânico da Winter foram uma delas. A maneira como eram escritas fazem sentir o quanto ela sofre e o quanto esses episódios a afetam.

“Quebrada não quer dizer impossível de conserta.”

Um desfecho incrível para essa série incrível. As Crônicas Lunares sempre será guardada no meu coração com sua maravilhosa história, seus personagens de tirar o fôlego, girls power que são apenas orgulho para qualquer leitora e uma mensagem tão linda. E vai deixar muitas saudades para essa leitora, sendo a minha série de livros preferida e mais incrível que já li.

“- O reinado de Levana está chegando ao fim. Eu voltei para recuperar o que é meu.”

Winter Book Cover Winter
As Crônicas Lunares
Marissa Meyer
Romance, Fantasia, Ficção, Fábula e Aventura.
Editora Rocco
2016
688

Bestseller do The New York Times, a série Crônicas Lunares conquistou os leitores com sua releitura high-tech de contos de fadas tradicionais. Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas. Na trama, a princesa Winter vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas Winter não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de iniciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo. Será que Cinder, Scarlet, Cress e Winter podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?

Facebook Comments

Heloisa Almeida

Tenho 17 anos, Alagoana de sangue quente. Passo a maior parte do meu dia lendo, sou uma leitora eclética e com gosto musical refinado ao estilo clássicos do Rock, sempre abrindo espaço para Indie, minha grande paixão. Tenho uma cachorra que dou mais prioridade do que minha própria vida pessoal, tenho melhores amigas que consider irmãs de outra mãe. Com sempre digo: "Estou seguindo o fluxo para onde a vida quiser me levar."